Arquivo do mês: março 2014

SUINDARA, A CORUJINHA POP STAR ( infantil)

Numa linda tarde de verão as aves resolveram fazer uma grande festa de confraternização.  Escolheram o local e uma ave avisava a outra,  contanto que cada pássaro teria que levar o que ele tinha de melhor para  socializar com os … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A PAZ DENTRO DA GENTE ( crônica)

Enquanto muitos provocam uma verdadeira “guerra” interna, na qual os conflitos, anseios e medos se duelam constantemente medindo forças e uns com os outros, proponho  fazermos o contrário: paz  dentro da gente! A paz dentro da gente é  começar o … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Stepping Soft (tale)

(Charles James Lewis, Lendo sob a janela, 1860) Especially for foreigners, thank you, readers! Angel was a 15 year old . She carried some doubt that the internet did not answer her and one of them was the right time … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

JUA – letra e música de Mwewa Lumbwe

JUA Uma zalikua kila muchana Unafungua giza ya usiku jua Uma angaza dunia muzima Uma leta siku njema jua SOL Você nasce todas as manhãs Você abre a escuridão da noite Você ilumina o universo tudo Você traz um bom … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

LICOR (conto)

 (arquivo pessoal) Não adiantou o olhar de raio X para aquele jovem tímido, ele fingiu não perceber e entrou rapidamente na Casa Lotérica Paraguassu.  Através da minha amiga Tote, moradora daquela cidadezinha baiana chamada Iaçu, descobri o nome dele: LICOR. … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

MULHER

( arquivo pessoal – Mulheres do Pós-Crítica) Mãe, menina, avó,  tia, prima… Mulher, Sobrinha, cunhada, vizinha, esposa… Mulher. (arquivo pessoal – Mulheres do Pós-Crítica) Amante, amiga,  irmã… Onde guardas a tua coragem? Como  secastes tuas lágrimas? Quem penetras em teus … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

É carnaval, meu brother!*

(Di Cavalcante, Carnaval II) Lentamente as estrelas vão perdendo o brilho enquanto o Sol timidamente pisca para aquela figurinha pequenina naquela praia deserta. Desnorteada sentindo muita dor, olhava para o corpo despido, claramente algumas marcas. Entre as pernas toda a … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário