Arquivo do mês: setembro 2014

O Abraço das Cenouras ( fábula) – COMENTADA

Duas cenouras nasceram de uma mesma mãe. Irmãs e amigas crescem juntas, agarradinhas uma na outra.  Com  as folhagens elas perderam contato com a mãe. Aproximaram-se mais ainda  porque as cenouras sabiam que a durabilidade delas iria  depender do tamanho.  … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Poesias são flores… ( oficina literária)

  Oi, sou um colégio tal qual outro qualquer,  no entanto tenho uma peculiaridade que me diferencia de outras escolas. Ser diferente não significa ser melhor ou pior,  leia apenas como diferente.   Ah,  pertenço a rede estadual e você  pode me … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Feliz Primavera!

Estas flores são para você que em silêncio me acompanha…                                  Obrigada pela preferência,                                                Toque Poético

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A professora e seu barquinho* (conto)

Ah, que saudade daquela minha professora!  Tinha momento que achava que era fada, em outro era a minha bruxinha preferida. Não conseguíamos ficar muito tempo zangados com  ela. Quando a conheci ela não tinha mais que vinte anos e  foi … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

A conspiração (conto)

 Beleza negra* Sou negra como a noite. Para uns sou feia porque a minha cor preta representa luto, tristeza. Para mim, a minha cor é linda, não tem essa de cor do pecado… Cor preta, negra, escura. Nada de marronzinha. Sou Pretinha! E … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

A Turma do Xaxado ficou órfã ( Informativo)

Dia 11 de setembro de 2014 a Bahia perde o seu principal quadrinista: Antonio Cedraz, 69 anos e criador da Turma do Xaxado. Para quem não conheceu… Cedraz era  natural de Miguel Calmon, publicava  tiras no Jornal A Tarde, ganhador … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Amor não é dor (Soneto)

Ester Almeida  * Por que rimar amor com dor? Se amor é fruto doce E ainda que não fosse Ainda assim seria AMOR.   Amor incendeia, queima, inflama Também… esfria, derrete, congela Urgente necessita, impaciente espera Conquistar o sentimento daquele … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário