Mulher Cristã em Ação – MCA

 

A  Deus toda honra e toda a glória. Chegou o mês de setembro e para nós que pertencemos a congregação Batista, é o mês da MCA, ou seja  da Mulher Cristã em Ação.  E estamos a sua espera, pois é na comunhão que Deus ordena bênção.

Quer ter um lar edificado, restaurado?  Venha participar da consagração e orar pela sua família… E verá a resposta de Deus.

“A mulher sábia edifica seu lar, a tola derruba com as próprias mãos.”  ( Provérbios 14:1)

“Se o Senhor não edificar a casa em vão trabalham os que a edificam” ( Salmos 127:1)

Deixe o Senhor edificar a sua casa, mulher! Você é o canal de bênção que levará a palavra de Deus para o seu lar. Temos uma programação bem interessante e contamos com a sua participação. No próximo domingo grande culto festivo de abertura das nossas atividades, não perca!  às 19:30h

Mulheres cristãs em comunhão

Grupo Shekinah

Grupo Adoradoras por Excelência

 

Anúncios
Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

A Praça do Mercadão é outro nível!

Se tem uma coisa que irrita qualquer motorista é no momento de sair de determinando estacionamento, o seu carro encontrar totalmente “fechado”, sem condições de sair do lugar por conta de alguns motoristas que não colaboram  com a fluência do trânsito.

Particularmente, conheço várias pessoas que  evitavam ir à Praça do Mercadão aos sábados para  não se aborrecerem com alguns motoristas. Muitas vezes ficaram “ilhados” com carros, motos, ônibus por todos os lados, o jeito era esperar um ou outro “dono da rua” terminar as compras para liberar o veículo.  Os ônibus estacionavam no meio da rua, e os demais motoristas seguiam de um lado ou de outro, e quem  tentava estacionar corretamente ficava preso.  Uma loucura!

Hoje precisei ir à feira livre, que surpresa maravilhosa! Finalmente a Praça do Mercadão livre! Não há mais aquela bagunça habitual, os carros estão estacionados nos locais adequados, e  há espaços reservados para os ônibus e motos.  Agora é torcer que essa novidade vire moda sem prazo de validade, pois uma cidade organizada é outro nível!

E como nós só divulgamos coisas boas, o nosso toque poético de hoje vai para os  responsáveis diretos  por essa pequenina ação e claro, a todos os motoristas que transitam naquele local, pois eles também fizeram bonito  ao serem orientados pelos fiscais, acredito que ao deixarem o  local, saíram mais satisfeitos ainda, pois não havia “pedras” no caminho…

Como uma mudança positiva faz a diferença!  E a Praça do Mercadão está muito mais agradável! Uma população educada  diminui o índice de acidentes no trânsito…Passei aproximadamente 1:30h no local e percebi o quanto uma ação negativa atrai seguidores, como o caso dos estacionamentos desordenados de antes. No entanto,  é a ação positiva que merece ser copiada,  divulgada e aplaudida… Parabéns, Iaçu!

                                 Toque Poético

 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Quando as lendas ganham às ruas… (crônica)

“Serpente do Paraguaçu”

O que uma cidade tem de mais importante é justamente a sua cultura. A cultura de um lugar é o seu cartão de visita. Uma herança deixada de pais para os filhos, netos, bisnetos…  Contar  causos  para as  crianças é incentivar a leitura, pesquisa e a reflexão, mas quando essas histórias fazem parte da cultura de uma região é muito importante, pois há uma afirmação da literatura local.

Lendas iaçuenses

Assim, “Mulher da Trouxa”, “Lobisomem Iaçuense”, “Serpente do Paraguaçu”, “Mulher de Branco” entre outras figuras lendárias que fazem parte do imaginário da população iaçuense, principalmente no mês de agosto por conta do folclore,  saíram  dos contos regionais e invadiram às ruas da pequenina cidade do interior da Bahia e fizeram uma bela apresentação pública.  É a nossa cultura/literatura se fazendo presente na vida de cada um!

Em 7 de Setembro de 1822 aconteceu a Independência do Brasil, nossa pátria  rompeu os laços políticos com Portugal, conforme a história, o português  D. Pedro I grita pela independência do Brasil. Um sonho de liberdade já acalentado há muito tempo e com muitas vítimas no meio do caminho.  Cem anos depois houve uma reviravolta na cultura brasileira, “coisa”  da Semana de Arte Moderna ( 1922).  A literatura brasileira sofreu uma verdadeira metamorfose e  grupos marginalizados, até então esquecidos ou “maquiados” pelo romantismo, foram finalmente reconhecidos e representados como protagonistas na literatura  brasileira.

Serpente do Paraguaçu*”

A linha tênue entre a literatura e a história foi rompida, a história poderá ser vista como literatura da mesma forma que um texto literário poderá ser estudando como um documento cultural de um lugar. É o olhar do pesquisador  que fará a diferença!

“Mulher da Trouxa”. “Lobisomem”, “Mulher de Branco”… *

Desfile 7 de setembro

 

Colocar as lendas de uma cidade nas ruas é mostrar para a população que  realizamos leituras independentes e estamos também fazendo a nossa história através da literatura regional.  Respeitamos sim, todos os grandes heróis nacionais,   Tiradentes, D. Pedro I, Zumbi dos Palmares entre outros,   de diferentes modos e interesses lutaram por um país democrático. E a eles, o nosso grande abraço poético.

No entanto, ver a grande serpente que “mora debaixo da ponte Severino Vieira” completamente dominada sendo arrastada pelos estudantes é muito gratificante. “Mulher de Branco” desfilando lado a lado com o “Lobisomem Iaçuense” é ter a certeza de que os nossos escritos ganharam asas e  direta ou indiretamente algumas leituras que os pequeninos fizeram passaram pelo nosso toque poético.

* “Serpente do Paraguaçu”

 

     Aplaudimos organizadores,  escolas e aplausos também a nós do toque poético. Ah, quando as lendas urbanas ganham às ruas… ganham também o nosso toque,  poético é claro!

                             Toque Poético

   *imagens do desfile de 7 de setembro de 2016. E todas as lendas representadas você encontra neste blog,  o pioneiro a semear a literatura que vive à margem.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Olhar Literário Nordestino (Evento)

O homem que queria enganar a morte – 3AM

Encenação – 3AM

Durante a II Unidade do ano letivo em curso com as turmas 3AM, 3BM e 3CM  do Ensino Médio, Colégio Estadual Lauro Farani, priorizamos as leituras literárias com foco no nordeste. E como estudamos e aprendemos! Seja na troca de experiências,   realização de oficinas de leituras e produções e no dia-a-dia de sala de aula a aprendizagem aconteceu e circulou em rede.

A literatura em rede é uma realidade, e muitos dos vídeos propagados são frutos das gravações dos próprios estudantes que passam para um que passa para o outro… No último dia 10 foi o momento de socializar  para as outras turmas as leituras e algumas produções estudantis, a fim de que uma turma pudesse analisar e avaliar o próprio desempenho em público, porém, avaliar o desempenho do outro também. E assim, o auditório ficou pequeno… cumprimos mais esta etapa.

Público atento

 (Cordel – 3BM)

Há dez anos criamos o projeto “A dinamicidade da língua” com o intuito de aproximar a texto do leitor para que a leitura fosse vista como algo prazeroso, agradável e não um exercício forçado, como muitos estudantes pensavam. E uma das ações do projeto era desmontar o texto para que o aluno o recontasse de diferentes gêneros e séries discursivas. Inicialmente, não foi uma tarefa fácil, houve muita resistência.  Mas, dez anos depois… os resultados saltam aos olhos!

Como estou satisfeita com os resultados obtidos ao longo desse caminho. Muitos projetos educacionais fracassam porque esperam resultados a curto  prazo, e isso é impossível. A mudança não ocorre de um dia para o outro, é na luta, no fazer e refazer, talvez, para mais tarde, desfazer para fazer novamente. Se antes o aluno riscava  o próprio nome no cartaz quando exposto numa parede, com vergonha de socializar o que havia aprendido(para ele não era aprendizagem), hoje, graças ao avanço tecnológico e muita persistência, estamos socializando para o mundo as nossas leituras, produções e inovações, e muitas imagens e vídeos cedidos pelos próprios alunos.

O Bem-amado – 3CM

Encenação do 3CM

No nosso “Olhar Literário Nordestino” teve um pouquinho de cada coisa, uma pitadinha de “Asa Branca” com “Maria Chiquinha”, cordéis e três encenações de peças teatrais.  Sendo que o 3AM ficou responsável pela adaptação “O homem que queria enganar a morte” de Josafá Ferreira Duarte, o 3BM com “O santo e a porca” de  Ariano Suassuna e 3CM encenou “O bem-amado” de Dias Gomes.

Promover a literatura nos espaços virtuais não é uma tarefa fácil, precisa ser leitor e de leitores, mas quem disse que nós buscamos facilidade?  Queremos apenas mostrar que é possível fazer a diferença mesmo com tantas adversidades no sistema educacional brasileiro.   Apesar da corrupção que assola o país, apesar da pedagogia da desesperança que ronda a educação, apesar dos pesares… enquanto a nossa Elisabeth Amorim estiver na ativa, estamos focados numa educação de qualidade dando o nosso toque poético para a rica literatura do nordeste, e se ela  já chegou até você, o nosso trabalho  valeu a pena.

  Toque Poético

Veja os frutos do vosso ventre…

https://toquepoetico.wordpress.com/2017/05/20/olhar-literario-nordestino-oficina-essa-terra-no-celf/

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Peça teatral: O santo e a porca ( parte 1)

E vamos semeando a literatura que vive à margem. Eis alguns frutos do “Olhar Literário Nordestino” com os estudantes das séries 3AM, 3BM e 3CM( Ensino Médio)nos dez anos do projeto “A dinamicidade da língua”.

Adaptação da peça teatral ” O santo e a porca” de Ariano Suassuna

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

O santo e a porca ( síntese)

E vamos semeando a literatura que vive à margem. Eis alguns frutos do “Olhar Literário Nordestino” com os estudantes das séries 3AM, 3BM e 3CM( Ensino Médio)nos dez anos do projeto “A dinamicidade da língua”.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

O bem-amado (parte 1)

E vamos semeando a literatura que vive à margem. Eis alguns frutos do “Olhar Literário Nordestino” com os estudantes das séries 3AM, 3BM e 3CM( Ensino Médio)nos dez anos do projeto “A dinamicidade da língua”.

Adaptação da peça teatral ” O bem-amado ” de Dias Gomes

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário